Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

Rondônia

31c

Ministra Carmen Lúcia garante a permanência dos policiais e bombeiros militares na folha de pagamentos da União

Postado Dia 2 de maio de 2018

Vitória para 706 famílias de Rondônia. Uma decisão nesta segunda-feira (30) da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Carmen Lúcia garante a permanência de 706 policiais e bombeiros militares de Rondônia, servidores do ex-território, na folha de pagamentos do Governo Federal. “Essa decisão traz tranquilidade e segurança para esse grupo que estava praticamente sem salários. Justiça foi feita e compartilhamos nossa satisfação com a posição da Ministra Carmen em mantê-los na folha de pagamento”, comemorou o senador Valdir Raupp.

 

No último dia 13 de abril, a ministra recebeu no Palácio do Planalto, no exercício da Presidência da República, o senador Raupp, a deputada federal Marinha Raupp e o governador do Estado Daniel Pereira, com uma comitiva formada pelo presidente da Assembleia Legislativa(ALE/RO) Maurão de Carvalho, os  deputados estaduais Jesuíno Boabaid e Juracy Barbosa  (Só na Bença), o presidente da Associação dos Policiais Militares do ex-Território (ASPOMETRON), Tenente Costa, os advogados da ação, o procurador do Estado, Luciano Alves, bem como o senador Acir Gurgacz e o deputado federal Lindomar Garçon, além do ex-senador Amir Lando, juntos  com intuito de sensibilizar a ministra sobre a importância desta ação. Também participaram da audiência, os ministros do Supremo, Gilmar Mendes e Dias Tófolli.

 

A deputada Marinha compartilhou a boa notícia nesta segunda em Porto Velho com o Tenente Costa, com o presidente do Sindicato dos Servidores Federais de Rondônia (Sindsef), Abson Praxedes de Carvalho e o professor Herclus Antônio Coelho. “Em dezembro e janeiro conseguimos assegurar o pagamento desses policiais pelos meses seguintes, solicitando a suspensão da retirada dos servidores da folha de pagamento da União. Porém no mês de abril o pagamento foi suspenso. Agora a justiça foi feita e queremos agradecer a ministra Carmen Lúcia pela decisão”, comemorou Marinha.

 

 Em novembro de 2017, uma decisão do STF determinou a retirada da folha da União de mais de 700 policiais militares. Esses policiais estão há algum tempo, por decisão também da Justiça, na folha da União). Desde então, o senador Raupp e a deputada Marinha buscaram periodicamente solução junto ao STF, a Advocacia Geral da União (AGU) e Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG), pedindo que os servidores fossem mantidos na folha do Governo Federal até a decisão definitiva do Supremo.

Assessoria

Dr Guilherme
FA produçoes
%d blogueiros gostam disto: