O corpo de um homem, identificado como Luciano de Sampaio Soares, foi encontrado dentro de um apartamento, na noite de domingo (10), já em estado de decomposição.

A Polícia Civil foi até o local, localizado na Rua Anari, zona sul de Porto Velho. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) e na delegacia, o registro foi feito como de ‘morte natural’.

Luciano de Sampaio Soares, há seis anos, lecionada a disciplina de design gráfico e fotografia na Universidade Federal de Rondônia (Unir).

Em nota, a assessoria da universidade destaca que as homenagens deverão ser feitas pelo Departamento de Acadêmico de Comunicação (Dacom) e pelo Núcleo de Ciências Sociais Aplicadas (Nucsa), que são as unidades de vínculo do professor.

Na plataforma do Dacom, houve manifestação pela morte do professor. Abaixo, leia a nota na íntegra:

“O Departamento Acadêmico de Comunicação (DACOM) perdeu o seu professor mais criativo na noite deste domingo (10/04). Luciano de Sampaio Soares vai deixar saudade para seus familiares, amigos e colegas de trabalho. O vazio que fica só poderia ser preenchido pelo seu coração enorme, sempre empático e disposto a ouvir e a entender a dor do outro, pois sabia como a vida poderia ser complexa.

A sua inventividade ia desde construir uma câmara pinhole e criar artes e designs únicos até propor laboratórios criativos. Filho de Curitiba, nosso “piá de prédio” do DACOM tinha uma perspicácia única, sempre com conhecimentos e referências que não sabíamos de onde saíam, mas estavam lá, comprovados apenas por pesquisas no Google.

Luciano foi um dos entusiastas para a migração do curso de Jornalismo para Porto Velho, embora entendesse a sua importância no contexto de Vilhena, cidade que cumpriu a sua alcunha, pois foi o “Portal da Amazônia” para nosso artista gráfico/designer quase biólogo (não custava fazer o TCC). Ele entregou o máximo que pôde para Rondônia e para a região Norte do nosso país.

Vida longa e próspera, meu amigo. Que sua jornada nas estrelas lhe traga o descanso e a paz que merece. E vamos terminar com uma mensagem como você gostaria: さようならルチアーノ. Se a tradução não estiver certa, vem aqui me corrigir com um copo de coca-cola na mão.”

(g1)